Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Natal SAPO Moçambique


Quarta-feira, 22.12.10

Natal 2010 em imagens

 

As melhores fotografias do ambiente de Natal deste ano

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 25.12.09

Presépios no Mundo

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 26.11.09

Natal no Mundo

NATAL é uma festividade com características muito próprias, sendo celebrado de diferentes formas em diferentes países do mundo.
As tradições ou condicionalismos locais levaram a que o culto do Nascimento de Jesus Cristo fosse pontuado por diferentes situações. No entanto, nos últimos anos assiste-se a um predomínio cada vez maior das influências anglo-saxónicas nas tradições natalícias, que são cumpridas mesmo em países em que a religião cristã não tem forte imposição.
Nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, as tradições natalícias são bastante semelhantes e têm alguns aspectos completamente distintos das celebrações portuguesas. Por exemplo, existe uma tradição muito antiga de fazer caixas de presentes nas quais são recolhidas oferendas, geralmente em dinheiro e que são depois distribuídas aos pobres no dia 26 de Dezembro. Embora essa tradição já não seja muito corrente, esse dia continua a ser feriado ("Boxing Day").
As cantigas de Natal que são cantadas pelas ruas e às portas são também uma outra forma de celebração usual nesta altura do ano. As Janeiras portuguesas são semelhantes, embora sejam só cantadas depois do início do ano novo, enquanto os norte-americanos e ingleses as ouvem durante toda a época natalícia.
Em França, a tradição dita que o Père Noel e o seu ajudante Père Fouettard distribuam os brinquedos de Natal. O ajudante do Pai Natal é especialmente temido pelas crianças, por ser ele a avaliar se o comportamento ao longo do ano merece uma recompensa ou uma punição. A tradição do tronco de Natal é também uma componente importante das celebrações naquele país, onde o "Bûche de Noel" é confeccionado e apreciado na Noite de Natal.
Em Espanha as celebrações do Dia de Natal limitam-se à festa familiar e a uma forte refeição. A troca de presentes está reservada para o dia 6 de Janeiro, altura em que os Reis Magos visitaram o Menino Jesus com as suas oferendas. As crianças têm o hábito de colocar os sapatinhos à janela com palha e cenouras para os cavalos dos Reis Magos que lhes trazem os presentes.
Na Holanda, Luxemburgo e Bélgica, a tradição diz que o Pai Natal ("Sinterklaas") vem de Espanha, de onde parte no dia 6 de Dezembro e distribui os seus presentes pelas crianças montado no seu cavalo. A designação do pai Natal nestes países passou para os Estados Unidos, onde o Pai Natal é referido como Santa Claus.
Nos países nórdicos europeus, a tradição do Pai Natal subsiste, embora não seja ele o responsável pela distribuição dos presentes às crianças. É antes um duende, que vive debaixo das casas e que recompensa os meninos bons e castiga os malvados, tendo observado as suas acções ao longo do ano.
Na Rússia, a tradição é bastante diferente. A distribuidora de presentes é Babouschka, e a lenda diz que ela se recusou a dar abrigo e comida aos Reis Magos quando estes se dirigiam a Belém. Ao saber o que fizera e para se redimir, Babouschka percorre as aldeias visitando todas as crianças e deixando-lhes prendas.
Na Austrália e Nova Zelândia, as tradições anglo-sáxonicas são seguidas, mas devido às diferenças climatéricas, o Natal é uma festa de Verão e que por isso não inclui muitas das celebrações associadas ao Inverno. Na China, a comemoração do Natal não é seguida pela maioria dos habitantes, uma vez que o país é essencialmente Budista. A festa de Natal é celebrada com árvores de Natal iluminadas, conhecidas como "árvores de luz" e as casas são decoradas com lanternas de papel. As crianças esperam o Pai Natal, conhecido por "Dun Che Lao Ren", e colocam meias perto da cama. Porém, a maior celebração local é o Ano Novo Chinês que acontece no fim de Janeiro. É nesta época do ano que as famílias costumam reunir-se, trocar presentes e servir pratos especiais.
Em Belém (Israel), a cidade onde Jesus Cristo nasceu, as comemorações natalícias têm um caráter particularmente ritualístico. Na noite do dia 24 de Dezembro, forma-se uma procissão em que sacerdotes vestidos com túnicas comandam longas filas formadas por milhares de pessoas que caminham pelas ruas estreitas da cidade. Levam berços de vime com a imagem do menino Jesus esculpida em cera e seguem para a capela de Santa Catarina onde é celebrada a missa da meia-noite. Peregrinos do mundo inteiro participam na procissão.
Em Itália o dia de Natal é dedicado quase que exclusivamente às cerimónias religiosas. Na véspera, os italianos jejuam e costumam reunir-se em volta do presépio para orar. Ao contrário de muitos países cristãos, a troca de presentes não ocorre na noite do dia 24 e sim no dia 6 de Janeiro, em lembrança à visita dos Reis Magos ao menino Jesus. As crianças não esperam o Pai Natal e sim a bruxa Befana que, segundo a lenda, vem pela chaminé e traz numa das mãos uma campainha para anunciar a sua chegada e, na outra, uma vara ou um pedaço de carvão para bater nas crianças desobedientes.

Ainda na Itália, as ceias de Natal variam de acordo com as regiões. Em Milão, por exemplo, as famílias costumam comer panettone, um bolo feito com fruta cristalizada. Na região do Vale do Pó, a refeição mais popular é tortellini, massa recheada com carne. No sul do país, o prato tradicional na noite de Natal é a enguia.
Na Suécia o Natal é diferente da maior parte dos outros países: começa a ser celebrado no dia 13 de Dezembro e as comemorações estendem-se até 13 de Janeiro. Esta longa comemoração teve início no país há cem anos, quando o rei Canute declarou que as festividades de Natal deveriam durar um mês. Na noite de Natal, a filha mais velha de cada família veste-se de branco com uma faixa vermelha à cintura e uma grinalda de folhas verdes a enfeitar o vestido. Na cabeça, sete velas acesas. Nestes trajes serve café e bolo a cada membro da família. As crianças suecas acreditam que os duendes saem das suas "casas" para entregar presentes.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031